logo corpo lettering atualizado 06.04.pn

Transitando entre o mutável e o eterno, qualidades intrínsecas aos metais e à memória, produzimos joias feitas à mão a partir de metais reciclados. Através de um olhar contemporâneo, nossas peças inspiram-se no antigo e carregam consigo a memória dos próprios materiais, que um dia já foram outros objetos.

S O B R E  O S  M A T E R I A I S

Todas as peças são feitas à mão pela nossa designer a partir de metais reciclados ou pedras naturais.

Os metais reciclados provêm de fontes já existentes, como joias e objetos antigos, rebarbas da nossa própria produção ou metais contidos em fotossensíveis. Esse material passa por um processo de purificação que permite a sua reutilização com qualidade e a criação de uma nova liga metálica. Isto porque a prata em sua composição pura não costuma ser utilizada na produção de joias por ser muito macia, necessitando de uma associação de metais para melhorar seu manuseio.

As joias da demgo têm como base a prata 925, liga composta por 92,5% de prata pura e 7,5% de outro metais, como o germânio ou o cobre. Sobre as nossas peças é aplicado um banho antialérgico de ouro amarelo 18k ou de prata, um processo de disposição de metais em camadas que confere durabilidade e qualidade à joia, retardando a oxidação.

Com o objetivo de fomentar o comércio local, nossos parceiros fornecedores, em sua maioria, situam-se no Rio Grande do Sul, estado onde está o nosso atelier, em Porto Alegre. Para conhecer mais sobre os nossos processos produtivos visite o nosso Instagram.

S O B R E  A  D E S I G N E R

Criada em 2018, demgo é a marca de Débora M. Goldenfum, designer, historiadora da arte e mestranda em História, Teoria e Crítica de Arte. A ourivesaria foi mais um de seus encontros com a transformação de materiais, antes já explorada ao longo de sua trajetória enquanto figurinista e designer de calçados. A conservação das vivências e memórias nos objetos sempre foi inspiração para seus estudos e criações. Suas joias baseiam-se em objetos de sua família e reciclam as ideias dessas peças vindas de outros tempos. A memória, para a designer, manifesta-se tanto por meio de seus desenhos, influenciados também pela sua experiência como historiadora da arte e pesquisadora de joias de artista, quanto nos materiais que utiliza, por um dia já terem existido em outra forma.